Guia completo para classificar discos de vinil usados

Guia completo para classificar discos de vinil usados

Aqui na Taioba Discos, nós somos apaixonados por vinil e sabemos que nossos clientes compartilham dessa paixão. Uma das chaves para manter sua coleção valiosa e em boa forma é entender como classificar a condição de seus discos e capas. É aqui que entra o Goldmine Standards Grading System, o método mais aceito e respeitado na indústria de vinil.

Se você é um amante de discos de vinil, é importante conhecer o sistema de classificação Goldmine Standards para saber como avaliar a qualidade de um disco e sua capa. A classificação é baseada em diferentes condições, desde o estado perfeito até o estado deplorável.

Este sistema estabelece critérios específicos para avaliar tanto o disco em si quanto a capa do álbum. Para classificar o vinil, você deve observar cuidadosamente qualquer marca ou arranhão visível, bem como ouvir atentamente para identificar eventuais ruídos ou estalos durante a reprodução.

1. Mint (M)

  • Disco: Nunca foi tocado. Sem marcas, arranhões ou qualquer sinal de desgaste. Geralmente lacrado.
  • Capa: Perfeita, sem desgaste, marcas, descolorações ou qualquer outro defeito. Geralmente lacrado.

2. Near Mint (NM or M-)

  • Disco: Foi tocado, mas muito bem cuidado. Quase imperceptíveis sinais de uso.
  • Capa: Quase perfeita, com mínimos sinais de desgaste.

3. Very Good Plus (VG+)

  • Disco: Mostra sinais de ter sido tocado, mas bem cuidado. Pequenas marcas que não afetam a reprodução.
  • Capa: Pequenos desgastes, mas ainda em bom estado.

4. Very Good (VG)

  • Disco: Bastante tocado, com marcas visíveis, mas que não interferem significativamente na qualidade sonora.
  • Capa: Desgaste normal para a idade, possíveis marcas, dobras leves e descolorações.

5. Good (G), Good Plus (G+)

  • Disco: Muito desgastado, reprodução com ruídos de fundo, mas ainda tocável sem pular.
  • Capa: Mais desgastada, com possíveis rasgos, escritas, manchas ou outras marcas.

Dicas para identificar desgastes e defeitos comuns em discos de vinil

Ao classificar um disco de vinil de acordo com o sistema de classificação Goldmine Standards, é importante observar alguns sinais de desgaste e defeitos comuns. Comece examinando a superfície do vinil em busca de marcas visíveis, arranhões e riscos. Esses podem afetar tanto a qualidade sonora quanto a aparência do disco. Preste atenção também a eventuais estalos e chiados durante a reprodução, pois isso pode indicar desgaste excessivo.

Além disso, verifique se há desgaste na capa do vinil. Procure por sinais de descoloração, manchas, rasgos, escrita ou adesivos. A presença de anotações ou marcas na capa pode indicar um nível de desgaste maior. Verifique também se há desgaste nas bordas, nas dobras e na lombada da capa. É importante lembrar que a classificação do disco de vinil e de sua capa são independentes, então é possível que um esteja em melhor estado do que o outro.

Ao seguir essas dicas e prestar atenção aos detalhes, você será capaz de classificar corretamente um disco de vinil de acordo com o sistema Goldmine Standards.

Dicas para cuidar e preservar seus discos de vinil

Cuidar adequadamente dos seus discos de vinil é essencial para preservar sua qualidade sonora e valor. A primeira regra de ouro é a limpeza. Discos de vinil atraem poeira e outras partículas, que podem causar arranhões e ruídos indesejados durante a reprodução. Utilize uma escova de fibra de carbono para remover suavemente a poeira da superfície do disco antes e depois de cada uso. Para uma limpeza mais profunda, considere um líquido de limpeza específico para vinil, aplicando-o com cuidado e sempre seguindo as instruções do fabricante. Além disso, evite tocar na superfície gravada do disco com os dedos; segure-o sempre pelas bordas ou pelo rótulo central.

Outro aspecto crucial na preservação dos discos é o armazenamento correto. Vinis devem ser armazenados verticalmente para evitar deformações e nunca devem ser empilhados uns sobre os outros. Assegure-se de que estão em um ambiente com temperatura e umidade controladas, longe da luz direta do sol e de fontes de calor, como radiadores ou equipamentos eletrônicos. Utilize capas internas e externas de qualidade para proteger os discos e suas capas originais de danos e sujeira. Além disso, é aconselhável revisar periodicamente sua coleção para verificar se há sinais de mofo ou outros danos causados pela umidade, garantindo assim que sua coleção de vinil permaneça em ótimo estado por muitos anos.

Com estas dicas esperamos que tenha ficado como funciona classificação dos discos de vinil, até uma próxima!

Voltar para o blog